Presidência espanhola buscará aproximar UE do Brasil

Brasília, 14 jan (EFE).- A Espanha tentará levar a União Europeia (UE) a uma maior aproximação com o Brasil e a América Latina em geral durante o atual semestre, no qual exerce a Presidência rotativa do bloco, declarou hoje o embaixador espanhol em Brasília, Carlos Alonso Zaldívar.

EFE |

"Neste semestre também tentaremos propiciar um futuro de maior colaboração com o Brasil e uma maior aproximação entre UE e América Latina em seu conjunto", afirmou Zaldívar ao apresentar em Brasília o programa da Presidência espanhola no bloco.

No começo do ato com autoridades brasileiras e todos os embaixadores europeus no Brasil, foi feito um minuto de silêncio em memória das vítimas do terremoto no Haiti, entre as quais estão pelo menos 15 brasileiros.

O diplomata mostrou confiança de que no próximo semestre, quando a Espanha entregar a Presidência rotativa à Bélgica, será possível dizer que Brasil e Europa estão mais próximos.

Segundo ele, esse será o espírito da Cúpula União Europeia-América Latina que será realizada em maio próximo em Madri.

"É o espírito que nos estimula a impulsionar decididamente a abertura das negociações entre UE e Mercosul para que, no menor prazo possível, possamos constituir um espaço de interação de mais de 800 milhões de pessoas", acrescentou.

Zaldívar lembrou que o Brasil é o primeiro fornecedor agrícola da Europa, enquanto a UE se tornou o principal investidor no país.

"Nossa agenda durante esses meses será determinada pelo disposto no Plano de Ação Conjunto assinado em dezembro de 2008 no Rio de Janeiro", disse o embaixador, que anotou que em fevereiro próximo será realizado um diálogo político em nível ministerial.

Por outro lado, Zaldívar ressaltou que na Presidência da UE, "a Espanha deve iniciar o projeto de uma nova Europa com a entrada em vigor do Tratado de Lisboa e enfrentando a crise econômica". EFE af/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG