Presidência da UE pede diálogo aos partidos turcos

A presidência francesa da União Européia (UE) convocou os atores políticos turcos, nesta quarta-feira, a resolverem suas divergências, mediante o diálogo, depois que a Corte Constitucional turca desconsiderou um pedido de ilegalidade do partido AKP, da situação.

AFP |

"A União Européia aprova a decisão, adotada em 30 de julho, pela Corte Constitucional turca", declarou a presidência da UE, em um comunicado.

"A UE convida todos os atores políticos turcos a resolverem suas divergências com um espírito de diálogo e de compromisso, respeitando o Estado de direito e as liberdades fundamentais", completou.

A União, "atenta para o funcionamento democrático das instituições, acompanhará, com atenção, a situação na Turquia", frisou a nota.

Em outubro de 2005, a Turquia iniciou contatos, visando à sua adesão ao bloco europeu. Esse sonho poderia se ver ameaçado pela ilegalidade do AKP, o que os europeus consideraram, antecipadamente, como algo contrário às regras democráticas.

abd/tt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG