Frankenstein - Mundo - iG" /

Premio Nobel da Paz chama Mugabe de Frankenstein

O Prêmio Nobel da Paz sul-africano Desmond Tutu afirmou nesta quarta-feira que o presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, se tornou uma espécie de Frankenstein. Além disso, pediu uma ação rápida da comunidade internacional para evitar um banho de sangue no país.

AFP |

  • Entenda a crise política do Zimbábue
  • Mugabe anuncia que eleições presidenciais continuarão no Zimbábue 
  • Em entrevista a um canal australiano, o bispo anglicano da Cidade do Cabo defendeu o envio ao Zimbábue de uma força de manutenção da paz integrada por oficiais africanos e apoiada logisticamente por outros países.

    Reuters
    Opositor de Mugabe participa de comício
     Tutu manifestou a urgência de medidas para evitar que aconteça no Zimbábue um genocídio como o de Ruanda em 1994, quando, segundo a ONU, 800.000 pessoas da minoria tutsi, assim como hutus moderados, foram massacrados por extremistas hutus.

    "O massacre de Ruanda aconteceu apesar de todas as advertências recebidas pela comunidade internacional, que se reteve, e hoje lamentamos não ter agido rapidamente", disse Tutu.

    "Espero que desta vez não esperemos até que tenhamos muito mais mortos".

    O Nobel da Paz acusou Mugabe, líder da luta anticolonial, de ter se transformado em um peso para seu povo.

    "Se transformou em algo bastante incrível, realmente se transformou em uma espécie de Frankenstein para seu povo".

    Leia mais sobre: Zimbábue

      Leia tudo sobre: zimbábue

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG