Prêmio Casa Ásia reconhece à Efe trabalho de 40 anos

Madri, 16 jul (EFE).- A concessão do Prêmio Casa Ásia 2009 à Agência Efe representa um reconhecimento a um trabalho informativo de mais de 40 anos nesse continente e que foi crescendo, considerou hoje o delegado da Efe em Manila, Miguel Frau Rovira.

EFE |

"Para mim e para todos os colegas que trabalham como jornalistas da Efe neste continente, o Prêmio Casa Ásia significa algo muito especial", acrescentou Frau Rovira.

Esse trabalho informativo, ressaltou, é "às vezes ingrato, porque a Ásia nem sempre recebe o interesse dos meios de comunicação que merece, mas recompensada pela paixão pelo ofício e por este continente que colocam e sentem os jornalistas que trabalham na Efe".

A Agência Efe e o compositor australiano Peter Sculthorpe obtiveram o Prêmio Casa Ásia 2009, que distingue sua contribuição ao fomento do diálogo, à concórdia e ao conhecimento das sociedades da Espanha e da região Ásia-Pacífico.

Hoje, o jornalista destacou o aumento do número de profissionais espanhóis, "a maioria deles muito jovens, que se formaram e ficaram trabalhando" nas diversas delegações que a Efe tem pela Ásia, de Teerã até Tóquio ou Manila, passando por Pequim e Nova Délhi.

Esses escritórios coordenam o trabalho de mais de 30 jornalistas distribuídos pelas principais capitais do continente, como Bangcoc, Seul, Cabul, Islamabad, Phnom Penh e Jacarta.

Na opinião do jornalista, a Agência Efe serve também de "farol para outros meios de comunicação da Espanha e da América Latina" sobre a realidade e o que acontece na Ásia. EFE rml/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG