Premier turco diz que escolha de Obama não muda relação bilateral

Ancara, 5 nov (EFE).- O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, felicitou hoje Barack Obama pela vitória nas eleições presidenciais americanas e assegurou que as relações entre Turquia e Estados Unidos não mudarão com a chegada de um novo Governo a Washington.

EFE |

Em declarações à imprensa em Ancara, Erdogan disse que os vínculos entre Turquia e EUA "são determinados pelo interesse estratégico dos dois países" e que essa relação "deveria continuar assim".

O chefe de Governo turco afirmou que alguns assuntos manifestados durante a campanha eleitoral estão relacionados com esse processo e devem ser esquecidos.

Sem citar expressamente, Erdogan se referia assim ao apoio manifestado por Obama ao reconhecimento do chamado genocídio armênio, que teria sido cometido pelo Império Otomano entre 1915 e 1918.

Erdogan manifestou que "um resultado eleitoral como esse indica que se chegou a um ponto de ruptura, em um país onde a divisão entre negros e brancos foi vivida de forma extrema e onde se pagou um alto preço por essa discriminação".

O líder turco assinalou que a eleição de Obama como presidente mostra que o problema racial já não existe.

O chefe de Governo turco anunciou que viajará aos EUA em 15 de novembro e disse que espera poder se reunir com Obama.

Por sua parte, o presidente turco, Abdulah Gul, assegurou que seguiu "com grande interesse o processo de escolha de Obama".

Em declarações à imprensa no Azerbaijão, onde realiza visita oficial, Gul mostrou sua "esperança em que comece um novo período no mundo que seja bom para a paz" do planeta. EFE Dt/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG