Premier tailandês terá de renunciar por apresentar programa de culinária

Bangcoc, 9 set (EFE).- O primeiro-ministro da Tailândia, Samak Sundaravej, terá de renunciar, depois de o Tribunal Constitucional lhe considerar hoje culpado de ter violado a Carta Magna por apresentar um programa de culinária na TV local.

EFE |

A sentença considerou que Sundaravej descumpriu o capítulo da Carta Magna que proíbe os membros do Governo de trabalharem em empresas privadas.

O presidente do Tribunal, Chat Chonlaworn, disse que Sundaravej descumpriu o artigo 267 da Constituição e que, portanto, "deve renunciar a sua posição como primeiro-ministro". EFE grc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG