Premier japonês anuncia dissolução da Câmara

O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, anunciou nesta terça-feira a dissolução da Câmara de Deputados, visando às eleições legislativas do final de agosto, cujos resultados devem mudar radicalmente a paisagem política da segunda economia do planeta.

AFP |

"Decidi dissolver a Câmara baixa", declarou Aso após uma reunião do gabinete, segundo seu porta-voz, Takeo Kawamura.

O primeiro-ministro já havia anunciado, na semana passada, que pretendia convocar eleições legislativas antecipadas para 30 de agosto, após a dissolução do Parlamento.

"A dissolução é necessária para nos permitir uma maior compreensão e cooperação do povo japonês", disse Aso, citado por Kawamura.

O Imperador Akihito deve dar sua aprovação simbólica à dissolução da Câmara, que ocorrerá oficialmente após uma reunião marcada para às 13H00 local (01H00 Brasília) desta terça.

O Partido Democrata do Japão (PDJ) é o favorito nas pesquisas para vencer as legislativas e acabar com uma longa hegemonia dos conservadores do Partido Liberal Democrata (PLD).

O líder do PDJ, Yukio Hatoyama, 62 anos, deve ser o novo premier do Japão caso a oposição confirme seu favoritismo.

O PDJ, que jamais governou, promete adotar uma política econômica e social menos liberal e reduzir o poder dos burocratas na administração.

kh/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG