Premier diz que Holanda quer ir à cúpula do G20

Bruxelas, 7 nov (EFE).- O primeiro-ministro da Holanda, Jan Peter Balkenende, declarou hoje que seu país segue pretendendo ir à cúpula do G20, que reúne nações emergentes e desenvolvidas, que abrirá a discussão internacional para a reforma do sistema financeiro.

EFE |

O premier reconheceu, porém, que a Espanha, por seu peso econômico, tem prioridade.

Ao término da reunião informal de líderes da UE em Bruxelas para preparar a cúpula do G20, o primeiro-ministro holandês destacou a importância do setor financeiro holandês e que seu país "é o segundo investidor nos Estados Unidos, um dos maiores investidores na China e também está muito presente nos novos Estados-membros da UE".

"A Holanda tem um setor financeiro muito forte", ressaltou o primeiro-ministro, que espera que seu país possa estar representado na cúpula de Washington, um fórum que reúne os sete países mais industrializados do mundo e um grupo de economias emergentes, do qual a Holanda não faz parte.

"De todas as formas, o mais importante não é a pergunta de que países vão à cúpula, mas qual será a visão e a mensagem da UE", explicou.

Balkenende confia que França, Alemanha, Itália e Reino Unido - quatro das economias mais desenvolvidas do mundo, que estarão em Washington - defenderão a visão européia de desenvolver uma estratégia em nível mundial para sair da crise financeira.

Caso a Holanda finalmente não possa ir à cúpula, Balkenende tem certeza que a UE, que faz parte do G20, "servirá para ampliar a voz holandesa". EFE vl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG