O primeiro-ministro de Israel, Ehud Olmert, foi interrogado nesta sexta-feira pela 13ª vez pela polícia por suposto envolvimento em casos de corrupção, informaram fontes policiais.

O premier foi ouvido durante três horas e meia em sua residência oficial de Jerusalém.

A polícia questionou Olmert sobre uma série de nomeações de pessoas próximas para cargos públicos quando era ministro do Comércio e da Indústria, entre 2003 e 2006. Ele já havia sido interrogado sobre esse caso em 12 de dezembro e em 30 de janeiro.

Olmert anunciou sua demissão em 21 de setembro, depois de a polícia ter recomendado seu indiciamento em dois casos de corrupção.

Israel realiza eleições legislativas no dia 10 de fevereiro. Olmert fica no comando de um governo de transição até a designação de um novo governo pelo próximo Parlamento.

ms/yw/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.