Premier britânico propõe sediar negociações de paz sobre Darfur

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, sugeriu a realização em Londres de negociações de paz sobre Darfur, província do oeste do Sudão, informou Downing Street na madrugada deste domingo (horário local).

AFP |

Dirigentes britânicos estão atualmente em contato com as autoridades de Cartum e os grupos rebeldes para lhes sugerir a possibilidade de se reunirem em Londres.

"A Grã-Bretanha está disposta a convidar em Londres todas as partes envolvidas, para ver se é possível realizar algum progresso" em Darfur, declarou um porta-voz de Downing Street.

Esta informação foi divulgada num momento em que militantes se preparam para organizar domingo em 30 países um Dia Mundial de ações para marcar o quinto aniversário do início do conflito em Darfur.

"Estou frustrado pela lentidão dos progressos realizados em Darfur, mas estou determinado a evitar um fracasso", disse Brown em comunicado.

O premier britânico prometeu mencionar a questão do envio de Capacetes Azuis a Darfur durante seu encontro com o presidente americano, George W. Bush, e com o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, previsto para a próxima semana nos Estados Unidos.

"Hoje (domingo), no quinto Dia Mundial para Darfur, os olhares do mundo estão voltados para os milhões de homens, mulheres e crianças da região que continuam despertando todos os dias com o temor da violência, do seqüestro, do estupro ou da morte", disse Brown.

"Cerca de 200.000 pessoas já morreram, dois milhões foram deslocados pelo conflito e quatro milhões só sobrevivem graças à ajuda internacional", acrescentou.

"Em Darfur, os efeitos da violência nas crianças foram desastrosos. Cerca de um milhão de crianças foram obrigados a deixar suas casas e vivem hoje em acampamentos precários, praticamente sem água ou alimentos básicos. Dois milhões de crianças dependem da ajuda internacional para sobreviver. Metade das crianças não recebe qualquer tipo de educação", enumerou o premier britânico.

gj/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG