Estrasburgo (França), 25 mar (EFE).- O primeiro-ministro tcheco e presidente deste semestre da União Europeia (UE), Mirek Topolanek, assegurou hoje que os planos de recuperação econômica impulsionados pelo presidente americano, Barack Obama, são o caminho à ruína.

Para Topolanek, cujo Governo foi derrubado na terça-feira por uma moção de censura, a política econômica da Casa Branca "vai minar a estabilidade dos mercados financeiros globais".

Em discurso no plenário do Parlamento Europeu (PE), o premiê tcheco atacou duramente as medidas contra a crise adotadas pelos Estados Unidos e principalmente os apelos de Obama à Europa para injetar mais dinheiro na economia.

"Foram ouvidas críticas a nosso plano de recuperação, mas é o nível que a UE se deve permitir", ressaltou.

Topolanek assegurou que, "se for necessário", os 27 países do bloco tomarão mais medidas, "mas atualmente não sabemos até que ponto será necessário. Ninguém sabe para onde vai a crise, não faria sentido fazê-lo agora".

O primeiro-ministro tcheco, que representará a UE na reunião do G20 de Londres, encontrará Obama em várias ocasiões nos próximos dias e, inclusive, será o anfitrião da cúpula UE-EUA que será realizada em Praga em 5 de abril.

Sobre essa reunião, Toponalek pediu para não haver "muitas expectativas", e advertiu de que o novo presidente dos Estados Unidos "não é um messias" e que "seu país é parte do problema" na crise econômica.

O premiê tcheco rejeitou qualquer tipo de ação protecionista, como a cláusula "Buy American" (compre produtos americanos), e assegurou que "é preciso ler os livros de história e rejeitar esse caminho". EFE mvs/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.