irrevogável a García - Mundo - iG" /

Premiê peruano entrega renúncia irrevogável a García

Lima, 8 jul (EFE).- O primeiro-ministro peruano, Yehude Simon, entregou hoje ao presidente Alan García sua carta de renúncia irrevogável, na qual assume o custo político pelas mortes de policiais e civis no mês passado em enfrentamentos na Amazônia.

EFE |

"Hoje reitero minha renúncia irrevogável", assinalou Simon em carta apresentada durante o Conselho de Ministros no Palácio de Governo e divulgada pela imprensa estatal.

O chefe de Governo tinha manifestado há quatro semanas sua vontade de deixar o cargo e o próprio García havia anunciado nos últimos dias que no próximo fim de semana divulgaria a formação do novo Gabinete.

O presidente do Conselho de Ministros, em sua carta de renúncia, fala do que considera as conquistas de sua gestão, mas também lembra "os incidentes de Bagua", onde em 5 de junho enfrentamentos entre indígenas da Amazônia em greve e policiais que tentavam desbloquear uma estrada deixaram 34 mortos.

O primeiro-ministro, cuja nomeação havia sido criticada por vários setores políticos por sua relação no passado com o Movimento Revolucionário Tupac Amaru, termina a carta elogiando o trabalho do presidente Alan García.

"Reconheço no senhor uma pessoa comprometida com o desenvolvimento, a redução da pobreza e a elevação dos níveis de vida. Apesar de qualquer crítica seu pensamento está sempre no país", conclui no texto. EFE fcg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG