Premiê pede confiança em compromisso chinês de redução de emissões

Copenhague, 18 dez (EFE).- O primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, disse hoje que o país leva muito a sério a mudança climática e que, qualquer que seja o resultado da cúpula da ONU sobre a mudança climática, honrará as metas de redução nas emissões que fixou para si.

EFE |

O líder chinês também afirmou que, para combater a mudança climática, a comunidade internacional precisa "reforçar a confiança, construir um consenso e aumentar a cooperação".

Wen foi o primeiro líder a discursar na cúpula nesta sexta-feira.

Por causa das negociações de última hora que os chefes de Estado e de Governo presentes lançaram para salvar o encontro, as apresentações no plenário da conferência começaram com cerca de duas horas de atraso.

Um dos principais entraves ao alcance de um acordo é a recusa da China em atender às exigências americanas para que a comunidade possa fiscalizar seus compromissos de redução de emissões.

A este respeito, Wen reiterou hoje que a China já tem leis que garantem o cumprimento das medidas. Ainda assim, ofereceu um "diálogo internacional e cooperação" neste assunto.

"Bilhões de pessoas no mundo acompanham de perto o que acontece hoje em Copenhague e os compromissos que adotarmos deverão ajudar a impulsionar o processo histórico da humanidade para combater a mudança climática", disse Wen, segundo quem a China é consciente dessa "grande responsabilidade".

O primeiro-ministro chinês citou as medidas adotadas pela China nos últimos anos para reduzir a liberação de gases estufa na atmosfera. Mas lembrou que seu país tem uma população de 1,3 bilhão de habitantes e 150 milhões de pessoas vivendo abaixo da linha da pobreza. EFE ik/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG