sobrevive a atentado - Mundo - iG" /

Premiê paquistanês sobrevive a atentado

O primeiro-ministro do Paquistão, Yusuf Raza Gilani, sobreviveu a uma tentativa de assassinato nesta quarta-feira, segundo autoridades do país.

BBC Brasil |

Dois tiros disparados por um homem não identificado atingiram o carro blindado em que ele viajava nos arredores da capital, Islamabad, segundo informações de seu assessor de imprensa à BBC.

O governo de Gilani enfrenta a crescente ameaça de militantes extremistas no país. Em dezembro, a ex-primeira-ministra Benazir Bhutto foi assassinada durante um comício eleitoral na cidade de Rawalpindi.

Lapso de segurança

Nesta quarta-feira, Gilani viajava entre Islamabad e Rawalpindi quando seu carro foi atingido. Imagens de TV indicam que os tiros atingiram o vidro da janela do lado do motorista.

Segundo autoridades, outro carro do comboio foi atingido por vários tiros. Não há informações sobre feridos.

O correspondente da BBC em Islamabad Syed Shoaib Hasan disse que o incidente representa um grande lapso das forças de segurança do país.

Gilani retornava da cidade de Lahore, onde fazia campanha por Asif Zardari, o viúvo de Bhutto, antes das eleições presidenciais deste sábado.

Bhutto era a favorita para vencer as eleições gerais paquistanesas e se tornar primeira-ministra pela terceira vez quando foi assassinada em 27 de dezembro. As eleições foram adiadas para fevereiro.

O partido de Bhutto, o Partido do Povo do Paquistão (PPP) venceu as eleições e formou uma coalizão com o partido PML-N, de outro ex-primeiro ministro, Nawaz Sharif. Gilani, um alto político do PPP se tornou primeiro-ministro.

A coalizão se desfez no mês passado. Também no mês passado, o ex-presidente Pervez Musharraf renunciou, sob ameaça de impeachment. O novo presidente deverá ser escolhido pelas duas câmaras do Parlamento e pelas assembléias provinciais neste fim de semana.

Leia mais sobre: Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG