Premiê paquistanês cancela viagem devido a tensões com a Índia

(acrescenta aviso sobre eventual envio de tropas para fronteira com a Índia) Islamabad, 30 nov (EFE).- O primeiro-ministro do Paquistão, Yousef Raza Guilani, cancelou hoje a visita de quatro dias que faria a Hong Kong devido à situação atual no país, informou um porta-voz.

EFE |

Guilani viajaria neste domingo para participar da edição asiática da chamada Iniciativa Clinton, que contará com a participação de seu assistente Shahnaz Wazir Ali, destacou a fonte, citada pela agência de notícias estatal "APP".

O cancelamento da viagem foi anunciado após uma reunião ontem à noite entre Guilani, o presidente paquistanês, Asif Zardari, o chefe do Exército, Ashfaq Kiyani, e outros membros do Executivo, que analisaram a situação após os ataques na cidade indiana de Mumbai.

Segundo a emissora indiana "NDTV", em virtude dos atentados, o Governo da Índia estuda a possibilidade de suspender o diálogo aberto com o Paquistão em 2004, assim como o cessar-fogo que em vigor na fronteira com a Caxemira desde 2003.

Por sua vez, o Paquistão avisou a Estados Unidos e União Européia (UE) que, se a Índia continuar acusando o país pelos ataques, deslocará tropas posicionadas na fronteira com o Afeganistão, onde estas combatem os fundamentalistas, para a divisa com a Índia, segundo altos comandantes militares citados pela rede de TV "Geo".

EFE igb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG