Madri, 13 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Autoridade Palestina, Salam Fayyad, expressou hoje sua confiança em que a criação de um Estado palestino possa ser uma realidade a partir de 2011, ao entrar na última fase do atual processo político de negociações.

"Temos motivos para a esperança, com este horizonte de dois anos, e estamos preparados para alcançar nosso objetivo", afirmou Fayyad.

O líder palestino participou nesta terça-feira em Madri na reunião do Ad Hoc Liaison Committee (AHLC), que coordena a ajuda dos principais contribuintes à Autoridade Nacional Palestina (ANP), e que convoca representantes do Quarteto de Madri (ONU, UE, EUA e Rússia), Banco Mundial e Fundo Monetário Internacional, entre outros.

Em entrevista coletiva oferecida junto ao ministro espanhol de Assuntos Exteriores, Miguel Ángel Moratinos, Fayyad destacou a importância da reunião.

"Esperamos que em breve tenhamos resultados de maneira coerente", disse Fayyad, quem assinalou que esta é a primeira reunião das partes interessadas no conflito árabe-palestino desde o encontro do Quarteto de Madri, em 19 de março em Moscou.

Lembrou que esse encontro "teve resultados muito importantes", que se refletiram nas duas declarações assinadas, e que apontaram ao cumprimento do plano da Autoridade Palestina, baseado no compromisso de colocar fim ao conflito, acabar com a ocupação israelense e a criação de um Estado próprio.

Essa posição do Quarteto "declarou inequivocamente o apoio da comunidade internacional ao programa de constituição de um Estado por parte da Autoridade Nacional Palestina", assinalou Fayyad.

"Estamos bastante avançados e nos estamos aproximando à última fase para alcançar a formação de um Estado", acrescentou o líder árabe, quem, no entanto, ressaltou a importância que continue o apoio internacional. EFE jas/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.