Premiê mauritano indicado por golpistas diz que mudará pesca no país

Nuakchott, 17 set (EFE).- O primeiro-ministro da Mauritânia, Moulaye Ould Mohamed Laghdaf, disse hoje, pouco mais de um mês após ter tomado posse, que revisará a política de pesca do país.

EFE |

Indicado pela pela Junta Militar que tomou o poder em 6 de agosto, Laghdaf também disse fará da luta contra a pobreza a prioridade do seu Governo.

Durante a apresentação de seu programa político no Parlamento mauritano, em Nuakchott, o premiê disse que as mudanças na legislação da pesca em grande escala incluirão o aumento da fiscalização e da agregação de valor aos recursos marinhos.

Laghdaf acrescentou que o setor da pesca na Mauritânia ainda não está suficientemente integrado à economia nacional, o que pretende mudar com as novas medidas.

O premiê também disse que "a luta contra a pobreza constituirá sendo a coluna vertebral" de sua "política de desenvolvimento", cujo foco principal vai ser a criação de emprego.

Outros planos de Laghdaf estão "destinados às camadas mais desfavorecidas da população" e prevêem a construção de estradas e outras infra-estruturas. EFE mo/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG