privilegiadas e sinceras com a Síria - Mundo - iG" /

Premiê libanês quer relações privilegiadas e sinceras com a Síria

O primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, expressu neste domingo em Damasco o desejo de estabelecer relações privilegiadas e sinceras com a Síria, um país que visitava pela primeira vez desde o assassinato de seu pai, o ex-primeiro-ministro Rafic Hariri, em fevereiro de 2005.

AFP |

Em entrevista coletiva na embaixada do Líbano em Damasco, Saad Hariri qualificou de "histórica" sua visita de dois dias à capital síria, durante a qual manteve três reuniões bilaterais com o presidente Bashar al-Assad.

Hariri, que acusou diversas vezes a Síria de estar por trás do assassinato de seu pai, nunca tinha tido contatos oficiais com os dirigentes sírios.

"Queremos relações privilegiadas, sinceras e francas, no interesse dos dois países e dos dois povos", afirmou o premiê libanês diante de uma plateia de jornalistas.

"Queremos construir com a Síria uma relação baseada nas coisas positivas" que foram realizadas, como a abertura das embaixadas em Damasco e Beirute e as medidas que os dois países ainda vão tomar, acrescentou.

Assad se referiu "de maneira positiva" às "questões que interessam aos libaneses", prosseguiu Hariri. "Queremos resolver estas questões sem provocações, de forma calma e franca", insistiu o dirigente libanês, afirmando ter chegado a um acordo com o presidente sírio "sobre vários pontos, como a demarcação das fronteiras".

Bashar al-Assad "quer relações sinceras com o Líbano", ainda destacou Hariri.

A Síria manteve uma forte presença no Líbano durante quase 30 anos, mas foi obrigada a retirar suas tropas em abril de 2005, dois meses depois do assassinato de Rafic Hariri, morto com outras 22 pessoas em um atentado em Beirute.

rm/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG