Premiê japonês nega por escrito envolvimento em doações ilícitas

Tóquio, 21 dez (EFE).- O primeiro-ministro japonês, Yukio Hatoyama, apresentou uma declaração escrita à Promotoria na qual rejeita seu envolvimento em um caso de doações políticas irregulares, informou hoje a agência Kyodo.

EFE |

O fato de que um chefe de Governo entregue uma declaração deste tipo aos investigadores é "extremamente raro" no Japão, segundo a "Kyodo".

No documento, Hatoyama assegura que os relatórios relacionados com as doações irregulares estavam a cargo de um contador e que ele "desconhecia que estavam sendo registrados dados falsos", informa a agência, que cita fontes ligadas ao caso.

Perguntado por vários jornalistas, o primeiro-ministro declinou hoje de fazer comentários sobre o caso. EFE mic/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG