Premiê iraquiano fala da retirada dos EUA como conquista do país

Bagdá, 14 jun (EFE).- O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, afirmou hoje que a retirada das tropas dos Estados Unidos, que começará no próximo dia 30, é uma conquista de seu Governo e se comprometeu a manter a segurança no país.

EFE |

"A retirada das forças da coalizão multinacional das cidades é considerado um sucesso por nós", frisou Maliki em reunião com as autoridades da província de Najaf, cerca de 160 quilômetros ao sul de Bagdá.

Segundo ele, "não acontecerá nenhuma alteração no âmbito da segurança depois da retirada das tropas", e pediu às autoridades locais que fiquem em alerta para manter a estabilidade e a ordem.

"Vocês enfrentam uma grande responsabilidade de manter os olhos abertos e devem denunciar todo aquele que tente alterar a segurança e infringir a lei, especialmente agora que a retirada das forças estrangeiras está perto", disse Maliki.

Washington e Bagdá assinaram em 13 de dezembro um acordo em que os EUA se comprometeram a retirar as tropas do Iraque em junho de 2009 e a completar a saída definitiva já em 2011. EFE am/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG