Premiê iraquiano dá garantias de segurança ao Irã

O primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, disse que não vai permitir que seu território seja usado em ataques contra o Irã. Nós permitiremos que o Iraque se torne uma plataforma para prejudicar a segurança do Irã e vizinhos, teria declarado Maliki, segundo a mídia estatal iraniana.

BBC Brasil |

A declaração foi feita após um encontro com o ministro do Exterior iraniano, Manouchehr Mottaki, em Teerã.

Maliki se encontra ainda neste domingo com o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e um dos principais assuntos da agenda é o papel dos Estados Unidos no Iraque.

A diplomacia iraniana está preocupada com um tratado que está em discussão e que deve definir os termos do futuro militar americano no Iraque, depois que expirar o mandato das Nações Unidas, no fim do ano.

Uma das propostas é que os Estados Unidos mantenham bases permanentes no país.

Apoio secreto
Também há expectativa de que Maliki discuta com as autoridades iranianas o suposto apoio do Irã às violentas milícias xiitas no Iraque.

Fontes do governo disseram que oficiais de segurança iraquianos viajando com a delegação vão mostrar às autoridades iranianas evidências de seu suposto apoio às milícias, informou o repórter da BBC em Bagdá Jim Muir.

As milícias xiitas no Iraque, especialmente o Exército de Mehdi, liderado pelo clérigo radical Moqtada al-Sadr, lutaram violentas batalhas em Bagdá e Basra com forças do governo e dos Estados Unidos, entre março e maio.

O Irã sempre negou o envolvimento, mas fontes do governo iraquiano afirmam que Maliki vai, mais uma vez, pedir a Teerã que apóie o governo em Bagdá e pare de apoiar as milícias secretamente.

Esta é a terceira visita de Maliki ao Irã desde que ele chegou ao poder, em junho de 2005.

    Leia tudo sobre: iraqueirã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG