Premiê indiano pede que empresários sigam exemplo de solidariedade de Gates

Nova Délhi, 25 jul (EFE).- O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, encorajou hoje os empresários indianos a seguirem o exemplo do fundador da Microsoft, Bill Gates, que recebeu hoje o Prêmio Indira Gandhi da Paz, Desarmamento e Desenvolvimento por sua contribuição na luta contra a aids no país.

EFE |

O prêmio, concedido à Fundação Bill e Melinda Gates, foi recebido hoje por Gates das mãos da presidente indiana, Pratibha Patil, em cerimônia na qual Singh o qualificou como "uma inspiração" para outros empresários.

"Muitos homens de negócios na Índia também se inspiraram em seu exemplo e seu trabalho e se uniram à batalha contra a ignorância e a doença", disse o primeiro-ministro, segundo um comunicado oficial.

"Mas espero que muitos mais indianos que podem, como nossos empresários e nossos ricos, aprendam a compartilhar sua riqueza com as pessoas de seu país, através do investimento na educação, na saúde e no cuidado com os idosos e os incapacitados", disse.

As palavras de Singh constatam a triste realidade na Índia, onde 27% da população vive em extrema pobreza, sem que as classes ricas se juntem aos esforços do Governo para acabar com este e outros índices.

A Fundação Gates destinou em torno de US$ 1 bilhão a programas de saúde e desenvolvimento na Índia, entre os quais destaca o "Avahan", uma iniciativa para a luta contra a aids que, segundo o comunicado, beneficiou 280 mil pessoas.

Durante sua visita à Índia para receber o prêmio, Gates o dedicou ontem ao ministro da Saúde, Ghulam Nabi Azad, a quem disse que os esforços para prevenir a expansão da aids na Índia podem servir de modelo para o resto do mundo.

O fundador da Microsoft, um dos homens mais ricos do mundo, anunciou, além disso, que doará mais US$ 338 milhões ao "Avahan".

EFE ja/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG