reforços contra terrorismo - Mundo - iG" /

Premiê indiano admite necessidade de reforços contra terrorismo

Nova Délhi, 15 ago (EFE).- O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, reconheceu hoje em seu discurso por ocasião da celebração do 61º aniversário da independência do país, que as forças de segurança e os serviços de inteligência indianos necessitam se reforçar para fazer frente à ameaça do terrorismo.

EFE |

No habitual discurso do chefe de Governo no Forte Vermelho de Nova Délhi - onde Jawaharlal Nehru proclamou a independência do país há 61 anos -, Singh lembrou que este ano ocorreram ataques terroristas em Bangalore (sul), Ahmedabad (oeste) e Jaipur (norte).

Singh assegurou que o Governo "examinará o funcionamento" dos corpos de segurança do Estado e "adotará todos os passos necessários para equipá-los para fazer frente a esse desafio", segundo discurso lido no monumento e divulgado pelo escritório do premiê.

"O terrorismo, o extremismo (...) e o fundamentalismo se transformaram em grandes desafios para a unidade e a integridade de nosso país", acrescentou.

O primeiro-ministro apontou que o atentado contra a embaixada indiana em Cabul no mês passado "obscureceu" os esforços do gigante asiático de "normalizar" suas relações com o Paquistão e trazer paz "duradoura" à região sul da Ásia.

Nova Délhi tinha acusado os serviços secretos paquistaneses de estarem por trás do atentado.

"Transferi pessoalmente minha preocupação e decepção ao Governo do Paquistão", explicou Singh.

"Se o tema do terrorismo não for abordado, nossas boas intenções para que nossos povos vivam em paz e harmonia serão rejeitadas", advertiu o primeiro-ministro. EFE amp/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG