O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, atribuiu nesta quinta-feira a um grupo com sede no estrangeiro os sangrentos atentados da véspera em Mumbai, informou a agência de notícias Press Trust of India.

"Os ataques bem preparados e bem orquestrados, provavelmente com ramificações no exterior, tentavam provocar um sentimento de pânico, escolhendo alvos de alto nível e matando indiscriminadamente estrangeiros", disse Singh em mensagem a Nação.

"É evidente que o grupo que realizou estes ataques, com sede fora do país, veio com a única intenção de semear o caos na capital econômica da Índia", acrescentou.

"Vamos indicar formalmente a nossos vizinhos que não toleraremos que usem seu território para nos atacar", advertiu.

pg-er-sas/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.