Premiê grego promete corrigir erros do passado se for reeleito

Salônica (Grécia), 6 set (EFE).- O primeiro-ministro grego, Costas Caramanlis, disse hoje, em Salônica, que seu partido está disposto a olhar diretamente nos olhos dos problemas estruturais do país e corrigir os erros cometidos no passado.

EFE |

"É nossa prioridade olhar nos olhos as patogenias crônicas e curá-las, começando pela má gestão do setor público e combater a evasão fiscal", disse Caramanlis, em entrevista coletiva na feira internacional comercial de Salônica.

Este foi seu primeiro encontro com a imprensa desde que, na quarta-feira convocou a eleições legislativas com dois anos de antecipação do final de sua legislatura.

Caramanlis, de 52 anos, disse que não renunciará caso seu partido, o Nova Democracia (ND), saia derrotado.

"Enquanto me sentir útil ao país, seguirei na primeira fila e tenho a certeza de que esta batalha ainda pode ser vencida", disse o líder, que, segundo as pesquisas de diversas companhias de opinião pública, não será reeleito em 4 de outubro frente aos rivais socialistas do Pasok.

O atual premiê disse que a Grécia se encontra em "uma fase crucial e deve assumir decisões severas" que requerem "um Governo forte e não Governos de combinação", com o que justificou sua decisão de antecipar o pleito.

Caramanlis não quis dar o apoio a um candidato presidencial para março de 2010 proposto pelos socialistas se o atual, Carolos Papoulias, não se apresentar de novo, o que poderia obrigar a convocar novas eleições gerais, segundo a Constituição. EFE afb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG