Premiê e ministro israelenses vão à Jordânia se reunir com Abdullah II

Jerusalém, 20 nov (EFE).- O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, e seu ministro da Defesa, Ehud Barak, viajaram secretamente à Jordânia para se reunir com o rei Abdullah II e falar sobre a situação na Faixa de Gaza, informou hoje a rádio publica israelense.

EFE |

Segundo a rede, que cita como fonte altos funcionários não identificados de Israel, o monarca jordaniano expressou a seus interlocutores sua preocupação com a instabilidade que uma operação militar israelense de envergadura na Faixa de Gaza criaria na Jordânia.

A Jordânia é um país no qual dois terços da população têm origem palestina e onde o bloqueio israelense e a atual onda de violência na Faixa de Gaza geram forte rejeição popular.

O Exército de Israel e milicianos da Faixa de Gaza, sob controle do movimento islâmico Hamas, mantêm há duas semanas uma forte troca de fogo que ameaça a trégua que as duas partes definiram em junho, e que termian em dezembro.

A escalada de violência começou no último dia 4, quando, coincidindo com a votação de levou à vitória de Barack Obama como novo presidente dos Estados Unidos, o Exército israelense lançou um ataque que representou uma violação ao cessar-fogo e que matou seis milicianos em Gaza.

Desde então, os ataques israelenses mataram cerca de 15 ativistas da Faixa de Gaza, onde os grupos armados responderam com o lançamento de mais de 150 foguetes artesanais a território israelense, sem deixar vítimas.

A onda de violência foi acompanhada de uma intensificação do bloqueio a Gaza, onde Israel não permite a entrada de nenhum tipo de material de primeira necessidade, o que gerou a condenação de grupos de defesa dos direitos humanos. EFE amg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG