Bagdá, 6 set (EFE).- O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, pediu hoje ao enviado especial das Nações Unidas para o Iraque, Ad Melkert, que a organização adote medidas para formar um tribunal internacional que averigúe os atentados do dia 19 de agosto em Bagdá.

Segundo a televisão estatal "Al Iraqiya", durante a reunião que mantiveram hoje em Bagdá, Maliki informou Melkert sobre os últimos eventos da crise entre a Síria e o Iraque, originada após os atentados, que deixaram 87 mortos e mais de mil feridos, dirigidos contra várias sedes ministeriais.

Por sua parte, Melkert disse que a ONU continua comprometida com seu respaldo ao povo e ao Governo iraquiano e que continuará com seus esforços em diferentes áreas, especialmente no âmbito humanitário.

O Governo do Iraque reforçou a vigilância dos 700 quilômetros de fronteira que compartilha com a Síria, após acusar este país de não vigiar a região o suficiente e permitir a entrada de terroristas.

EFE ah-aj-ssa/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.