Copenhague, 5 abr (EFE).- O primeiro-ministro dinamarquês, o liberal Anders Fogh Rasmussen, foi hoje ao Palácio Real de Amalienborg para apresentar sua renúncia à rainha Margrethe II, como tinha sido anunciado no sábado após ser eleito novo secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Fogh Rasmussen propôs à monarca dinamarquesa como seu sucessor no cargo o até agora ministro das Finanças e vice-presidente do Partido Liberal, Lars Lokke Rasmussen.

É a terceira vez na história moderna da Dinamarca que alguém chega ao posto de primeiro-ministro sem ter passado por eleições.

A oposição, liderada pelo Partido Social-Democrata, reivindicou a realização de eleições antecipadas, porque considera que Lokke Rasmussen não tem o respaldo dos eleitores. EFE alc/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.