O chefe do governo regional da Irlanda do Norte, Peter Robinson, passará seis semanas afastado do cargo, enquanto a polícia investiga o escândalo provocado por uma relação extraconjugal de sua mulher, anunciou nesta segunda-feira o presidente da Assembleia norte-irlandesa.

William Hay indicou que a atual ministra de Empresas, Arlene Foster, foi chamada para substituir Robinson durante sua ausência.

Pouco antes do inesperado anúncio, membros do partido de Robinson, o protestante DUP, haviam dado um voto de confiança ao primeiro-ministro norte-irlandês, pressionado a renunciar na semana passada depois que sua mulher, que é deputada, foi acusada de malversação de fundos públicos em benefício de seu amante adolescente.

em/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.