DACAR - O primeiro-ministro da Guiné, Ahmed Tidiane Souaré, e vários ministros do Governo se entregaram hoje à junta militar que, na terça-feira, deu um golpe de Estado após a morte, na segunda-feira, do presidente do país, Lansana Conté, disseram emissoras internacionais de rádio emitidas em Dacar.

    Souaré permanecia em paradeiro desconhecido desde a madrugada de terça-feira, mas manteve contato por telefone com a imprensa e, após afirmar que o Governo mantinha o controle do país, pediu à comunidade internacional para que interviesse e evitasse que a tentativa militar fosse bem-sucedida.

      Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.