Premiê britânico testemunhará em investigação sobre Iraque

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, prestará depoimento em um inquérito público sobre a guerra do Iraque no dia 5 de março, disseram autoridades nesta segunda-feira. Brown será a testemunha de mais alto escalão no inquérito desde que o ex-premiê Tony Blair foi interrogado no mês passado.

Reuters |

A presença dele nas investigações acontece apenas algumas semanas antes das eleições, que devem acontecer em maio. A guerra, lançada em 2003, enfraqueceu o apoio a Blair e ao Partido Trabalhista, e continua a provocar irritação do público quase três anos depois que Blair deixou seu cargo para Brown.

Brown disse na semana passada que havia apoiado a invasão, para a qual a Grã-Bretanha enviou 45 mil soldados, não por causa da ameaça militar do Iraque, mas porque o país havia fracassado repetidamente em cumprir com obrigações internacionais.

Um argumento chave do governo para apoiar a invasão era que o líder iraquiano Saddam Hussein tinha armas de destruição em massa. Nenhuma jamais foi encontrada.

Opositores de Brown, ministro das Finanças à época da invasão, disseram que premiê o estava tentando se distanciar da posição adotada por Blair.

(Reportagem de Tim Castle)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG