Premiê britânico acusa grupo paquistanês pelos atentados de Mumbai

NOVA DÉLHI - O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, de visita a Nova Délhi, acusou neste domingo o grupo fundamentalista paquistanês Lashkar-e-Toiba de ser o responsável pelos atentados de Mumbai, seguindo a posição adotada pelo governo indiano.

EFE |

"Sabemos que o grupo responsável é o Lashkar-e-Toiba, e que o Paquistão tem muitas coisas para responder", asseverou o primeiro-ministro pouco antes de partir para Islamabad, segundo publica a imprensa indiana.

Brown, que neste sábado fez uma visita surpresa ao Afeganistão, tomou café-da-manhã deste domingo em Nova Délhi com o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, depois ele atendeu à imprensa e partiu rumo a Islamabad, segundo a agência "Ians".

"Espero transferir as preocupações da Índia ao presidente do Paquistão, Asif Alí Zardari", assegurou Brown.

"Sabemos que devem acontecer algumas detenções e que há gente que está sendo detida inclusive agora enquanto falamos", disse, após ser perguntado sobre se achava que o Paquistão está fazendo o suficiente em seu território contra o Lashkar-e-Toiba, grupo que a Índia acusa pelos ataques, e contra a Jamaat-ud-Dawa, organização que supostamente lhe serve de fachada.

    Leia tudo sobre: uk

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG