Premiê aceita renúncia de ministro das Finanças no Japão

O primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, indicou nesta quarta-feira o vice-primeiro-ministro para o cargo de ministro da Fazenda, depois da renúncia de Hiroshisa Fujii, de 77 anos, por questões de saúde. Naoto Kan vai substituir Fujii em um momento delicado para o Japão, que sofre com problemas na economia e uma grande dívida pública.

BBC Brasil |

O primeiro-ministro Hatoyama já tinha deixado claro que não queria a renúncia de Fujii, um dos poucos ministros experientes de seu gabinete de governo.

De acordo com o correspondente da BBC em Tóquio, Roland Buerk, a renúncia de Fujii será um golpe para o governo do Japão, que tomou posse em setembro em uma coalizão liderada pelo Partido Democrático de Hatoyama.

Internação
Fujii sofre de hipertensão e foi internado na semana passada. O ex-ministro já tinha dito a jornalistas que estava exausto depois de semanas discutindo o orçamento com a coalizão de governo do país.

O político apresentou sua renúncia depois de uma reunião do gabinete. Fujii teve que deixar o hospital onde estava internado para participar do encontro.

Hiroshisa Fujii era visto como um ministro a favor da contenção fiscal, que enfrentava os partidos menores da coalizão de governo, que são a favor de maiores gastos.

O Partido Democrata venceu com folga as eleições em agosto prometendo uma guinada à esquerda depois de meio século de domínio dos conservadores no governo do Japão.

Mas o primeiro-ministro Hatoyama já enfrenta críticas e é acusado pela oposição de ser muito indeciso.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG