Prefeito mexicano diz que plano anticrime requer US$ 1,2 bilhão

México, 21 ago (EFE).- O prefeito do Distrito Federal do México, Marcelo Ebrard, afirmou que para cumprir as metas do pacto nacional assinado hoje para combater o crime organizado no país são precisos em 2009 cerca de 12 bilhões de pesos (US$ 1,2 bilhão).

EFE |

Este orçamento permitirá cumprir com "todos os pontos estipulados", disse Ebrard após assinar esta noite um pacto de Estado para combater o crime organizado no marco do Conselho Nacional de Segurança Pública.

O prefeito de esquerda participou pela primeira vez de um encontro convocado pelo presidente mexicano, o conservador Felipe Calderón, para enfrentar a onda de violência que sacode o país. EFE ea/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG