Prefeito de Kandahar morre em atentado no Afeganistão

Taleban assume ataque suicida que acontece duas semanas após assassinato do irmão de Karzai na mesma cidade

iG São Paulo |

AP
O prefeito de Kandahar, Ghulam Haider Hamidi, em foto sem data
Um ataque suicida matou o prefeito da cidade afegã de Kandahar nesta quarta-feira, duas semanas depois do assassinato do irmão do presidente Hamid Karzai na mesma cidade. O Taleban assumiu os dois ataques.

O atentado desta quarta-feira aconteceu em um corredor próximo ao escritório do prefeito Ghulam Haider Hamidi, 65 anos.

Após entrar no prédio, o homem-bomba detonou os explosivos que carregava dentro do turbante. Um soldado afegão ficou ferido no ataque.

Nos quatro anos em que foi prefeito de Kandahar, Hamidi se tornou um inimigo do Taleban ao promover uma campanha contra criminosos de todos os tipos, concentrando-se principalmente em controle ilegal de propriedade.

Um porta-voz do Taleban disse à Associated Press que o grupo matou o prefeito de Kandahar como vingança por ele ter ordenado a destruição de casas que, segundo o governo, tinham sido construídas ilegalmente. Segundo o porta-voz, duas crianças morreram durante a demolição dos imóveis.

Kandahar é considerada o centro espiritual do movimento insurgente taleban e é palco de frequentes atentados. Embora tenha presença em todo o território afegão, os insurgentes são especialmente ativos na região sudeste do país, onde predomina a etnia pashtun, a do Taleban.

Em 12 de julho, outro ataque em Kandahar matou Ahmed Wali Karzai, irmão mais novo do presidente Hamid Karzai e homem mais poderoso no sul afegão. Ele foi assassinado por um guarda-costas.

Durante homenagens fúnebres ao irmão de Kazari, outros ataques foram registrados.

Os assassinatos fizeram crescer a instabilidade no Afeganistão no momento em que tropas estrangeiras começam a se retirar do país antes de as forças de segurança afegãs assumirem o controle do país, o que está marcado para ocorrer até o fim de 2014.

Com EFE, Reuters e AP

    Leia tudo sobre: afeganistãokandaharprefeitoatentadokarzaitaleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG