Guayaquil (Equador), 28 set (EFE).- O prefeito de Guayaquil, Jaime Nebot, visível líder da oposição no Equador, disse hoje que respeita a vitória do sim defendido pelo presidente, Rafael Correa, no referendo e se declarou aberto ao diálogo ao assegurar que ele é um homem civilizado.

"Ele (Correa) fez uma proposta, seu partido fez uma proposta, que é a que acaba de vencer, e eu respeito esse triunfo", disse Nebot à televisão local "Teleamazonas".

De todo modo, insistiu em que esperará os resultados oficiais para fazer um pronunciamento firme a respeito de seu futuro e não descartou aspirar a um novo mandato na Prefeitura que governa desde o ano 2000.

Baseado nos dados oficiosos revelados pela televisão local, que dão a vitória ao "sim", Nebot disse que esse resultado "foi muito amplo" no país, mas não em Guayaquil, embora tenha reiterado que se trata de dados extra-oficiais.

Nebot, do Partido Social Cristão, disse que o que "realmente é importante" agora é que vai acontecer no país após a vitória do "sim", com o qual os equatorianos aprovaram a entrada em vigor da 20ª Carta Magna da história do país.

Nebot fez essas declarações depois que Correa abriu a possibilidade de dialogar com ele após conhecer os resultados das pesquisas de boca-de-urna, ao que o prefeito se mostrou aberto a esse diálogo se for convidado. EFE sm/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.