Prefeito de Funchal contabiliza mais 6 corpos pela enchente

Funchal (Portugal), 22 fev (EFE).- Mais seis corpos foram encontrados hoje na capital da Madeira, conforme o prefeito Miguel Albuquerque, embora o Governo regional do arquipélago mantenha o número oficial de 42 mortos pelas inundações.

EFE |

Fontes oficiais confirmaram à Agência Efe que as equipes de resgate acreditam que outros mortos devam ser retirados do estacionamento de um centro comercial de Funchal que foi alagado rapidamente durante as enchentes torrenciais de sábado.

Segundo Albuquerque, no primeiro andar subterrâneo do prédio não foram localizadas novas vítimas, mas reconheceu que as equipes ainda não conseguiram chegar ao pavimento anterior.

O vice-presidente do Governo da Madeira, João Cunha e Silva, disse que há 32 pessoas desaparecidas e 13 corpos ainda não foram identificados.

A Autoridade de Defesa Civil da Madeira confirmou à Efe que cães detectaram a presença de corpos na garagem, onde o lodo torna difícil o acesso de mergulhadores.

Soldados do Corpo de Bombeiros e especialistas trabalham na drenagem do estacionamento.

Na madrugada de sábado, as fortes chuvas que castigaram a acidentada região da Madeira arrastaram casas e pontes e transformaram em rios as principais avenidas da capital, Funchal de 100 mil habitantes.

Pessoas morreram afogadas no lodo, dentro de suas casas e em consequência de deslizamentos de terra que arrastaram carros e pessoas que caminhavam pelas ruas, literalmente varridas pela força da correnteza. EFE atc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG