tirou a máscara e país vive uma ditadura - Mundo - iG" /

Prefeito de Caracas: governo tirou a máscara e país vive uma ditadura

A Venezuela entrou há meses na tristemente célebre categoria das ditaduras, declarou nesta quinta-feira o prefeito metropolitano de Caracas, o opositor Antonio Ledezma, para quem o governo tirou a máscara e comete um aberto desacato à vontade popular.

AFP |

"Depois do referendo de 15 de fevereiro, a Venezuela passou de semidemocracia ou semiditadura a uma ditadura pura e simples", explicou Ledezma na abertura de um fórum internacional sobre liberade e democracia que conta com a participação do escritor peruano Mario Vargas Llosa.

No dia 15 de fevereiro, o presidente Hugo Chávez saiu vitorioso num referendo sobre emenda constitucional que permite a reeleição presidencial por tempo ilimitado. Desde então, analistas políticos e detratores do governo ressaltam a radicalização de susa políticas.

"Este governo, em vez de usar a imensa fortuna que guarda para suavizar a pobreza, dirige a riqueza que acumula para minar a própria vida republicana, ao mesmo tempo em que pretende distorcer o caminho democrático que o continente empreendeu com grande esforço", acrescentou.

Ledezma, eleito em novembro, teve as próprias atribuições cortadas pelo governo. Em abril, Chávez criou um cargo paralelo ao de prefeito, o de chefe de governo do Distrito Capital, o que reduz ainda mais a autoridade do cargo ocupado pelo líder opositor.

"Nem sequer se trata de uma fraude, mas de um aberto desacato à vontade popular. O regime desafia abertamente a soberania popular e, com violência, desmantela as atribuições dadas pela Constituição a governadores e prefeitos", afirmou.

O prefeito metropolitano de Caracas criticou o poder judicial e legislativo por estarem "abertamente a serviço da entronização do presidente da República".

bl/pz/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG