Prefeito de Caracas diz que Chávez já age como um ditador

O prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, uma grande figura da oposição na Venezuela, denunciou nesta sexta-feira uma recente lei promulgada pelo presidente Hugo Chávez para limitar seus poderes e o acusou de agir como um ditador, em entrevista publicada pelo jornal El País.

AFP |

"Os governos autoritários são cegos ante os limites. Os governantes que têm limites são os democráticos. E Chávez já atua como um ditador", afirmou Ledezma.

Ledezma, classificado pelo jornal espanhol de "prefeito sem gabinete e sem orçamento", criticou uma lei promulgada na terça-feira por Hugo Chávez que cria o cargo de "chefe de Governo de Caracas", uma nova figura administrativa, nomeada pelo presidente da República, "para quem foram transferidas quase todas as competências e bens que o prefeito administrava, incluindo seu palácio de Governo".

"O presidente venezuelano não assimila o resultado eleitoral que me converteu no prefeito", em novembro de 2008, criticou Ledezma.

"Um presidente que não respeita a Constituição, que não tolera a dissidência, que criminaliza a opinião contrária, deixa de ser democrático. Os verdadeiros chefes de Estado democráticos são os que estão submetidos ao império da lei".

O prefeito espera que o Conselho Nacional Eleitoral, alta instância venezuela, aceite o pedido de organizar um referendo sobre a questão e que "se ouça a opinião das pessoas".

ot/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG