Prefeito boliviano acusa brasileiros de tomarem terras de índios

La Paz, 20 mar (EFE).- O prefeito de San Miguel de Velasco, Pedro Damián Dorado, acusou brasileiros de terem tomado as terras de índios do departamento boliviano de Santa Cruz, leste do país, através de maquinaria pesada e armas.

EFE |

Em entrevista à Agência Efe, Dorado assegurou que os brasileiros, há cerca de três meses, tomaram as terras de índios que vivem perto de sua localidade, a pouco mais de 200 quilômetros ao leste da capital departamental, Santa Cruz de la Sierra.

"Os brasileiros entraram com maquinaria, escopetas e rifles, e desalojaram comunidades indígenas de nosso município", disse Dorado.

"Passeiam com suas armas e ameaçam os comunitários de morte e dizem que, se pisarem aí, sairão mortos", acrescentou o prefeito.

Ele afirmou que oito comunidades de indígenas chiquitanos originais das terras baixas do leste boliviano foram vítimas da usurpação.

Dorado explicou que, em assembleia, os habitantes da região aprovaram uma resolução pedindo ao Governo de Evo Morales que atue em sua defesa.

Segundo o prefeito, em dezembro do ano passado a zona foi visitada por uma comissão do Instituto Nacional para a Reforma Agrária (Inra), mas esse escritório subordinado ao Governo por enquanto não fez nada. EFE az/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG