Lima, 30 out (EFE).- Cerca de dois mil manifestantes atacaram hoje um edifício da Administração pública da região peruana de Tacna (sul), na fronteira com o Chile, em protesto contra uma possível modificação no atual sistema de distribuição dos tributos pagos pelas mineradoras que exploram os recursos locais.

Um porta-voz da Polícia de Tacna disse à Agência Efe que "os habitantes se exaltaram" e "atacaram" escritório do representante do Governo do departamento de Tacna, jogando pedras, quebrando vidros e queimando móveis e utensílios. EFE watt/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.