Preços têm recuo recorde de 1% nos Estados Unidos

O Departamento do Trabalho dos Estados Unidos informou nesta quarta-feira que os preços ao consumidor no país caíram 1% em outubro em relação ao mês anterior. Trata-se do maior recuo mensal desde que o Departamento começou a compilar seu Índice de Preços ao Consumidor, em fevereiro de 1947.

BBC Brasil |

A diminuição foi liderada pelo preço da gasolina ,que caiu 14,2% em outubro - também um novo recorde.

Como um todo, os preços no grupo energia (que inclui a gasolina) caíram 8,6%, depois de recuos menores nos dois meses anteriores.

Sem levar em conta as quedas nos preços no setor de energia e dos alimentos, houve uma queda geral nos preços americanos pela primeira vez desde 1982.

Habitações
Também nesta quarta-feira, o Departamento do Comércio revelou que o número de novas habitações que começaram a ser construídas caiu 4,5% em outubro, indo para 791 mil unidades - o número mais baixo já registrado.

O número emitido de permissões para construção, que são vistas como um indicador de futuros projetos no setor, caiu 12% no mesmo mês.

Na terça-feira, o governo americano informou que os preços de produtos no atacado caíram 2,8% em outubro - também a maior queda desde que começaram os registros históricos.

Os dados representam novos sinais das dificuldades enfrentadas pela economia americana, que alguns analistas dizem já ter entrado em recessão.

Para estimular uma reação no consumo, o Federal Reserve (Banco Central dos Estados Unidos) cortou a taxa básica de juros duas vezes em outubro, fixando-a em 1% ao ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG