Huntsman deve anunciar fim da campanha à presidência dos EUA

Segundo chefe da campanha, ex-governador de Utah deixará disputa republicana e apoiará candidatura de Romney

iG São Paulo |

O ex-governador de Utah Jon Huntsman deve anunciar nesta segunda-feira o fim de sua candidatura à presidência dos Estados Unidos, afirmou no domingo o diretor da campanha, Matt David. Em um evento na Carolina do Sul, onde ocorre a próxima primária republicana, Huntsman vai anunciar a desistência e manifestar apoio ao pré-candidato Mitt Romney.

Saiba mais: Tudo sobre as eleições dos Estados Unidos

AP
Jon Huntsman desce escadas durante evento de campanha em restaurante em Charleston, na Carolina do Sul (15/01)

Huntsman, que já foi embaixador dos EUA na China, ficou em terceiro lugar nas primárias de New Hampshire, realizadas na semana passada, apesar de ter investido a maior parte dos recursos de campanha justamente neste Estado.

Primeira disputa: Romney vence prévia republicana em Iowa por apenas 8 votos
Segunda disputa : Romney vence primária republicana de New Hampshire

Romney venceu a disputa, assim como o caucus de Iowa, realizado em 3 de janeiro. O indicado republicano para concorrer à Presidência só será anunciado oficialmente em agosto, na convenção nacional do partido. Até lá, os seis pré-candidatos ainda na corrida irão se enfrentar em uma maratona de prévias.

Hunstman será o segundo pré-candidato à presidência a anunciar sua desistência desde que a disputa republicana começou oficialmente, com o caucus de Iowa. Após ficar em último lugar nesta primeira votação, a congressista Michele Bachmann, desistiu da candidatura .

A próxima etapa da corrida republicana será realizada no dia 21, na Carolina do Sul, primária considerada crucial na escolha do indicado do partido.

Desde 1980, todos os vencedores nas primárias republicanas da Carolina do Sul acabaram ganhando a indicação final do partido para concorrer à Presidência.

Os pré-candidatos já estão no Estado, dando prosseguimento à campanha para conquistar um eleitorado considerado conservador e que dá especial importância a questões sociais, como aborto, casamento gay e imigração.

Nesse cenário, pré-candidatos de perfil mais conservador tentarão convencer o eleitorado de que são a alternativa "anti-Romney", já que o ex-governador é considerado moderado demais por algumas alas do partido.

Com AP e BBC

    Leia tudo sobre: eleição nos euarepublicanosHuntsmanromneyeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG