Praias dos EUA estiveram impróprias para banho em 2007, diz estudo

Miami, 29 jul (EFE) - As praias dos Estados Unidos estiveram impróprias para banho em 2007 devido à poluição da água, que obrigou ao fechamento e à emissão de alertas sanitários, segundo um relatório do Conselho para a Defesa de Recursos Naturais (NRDC) divulgado hoje em Miami. O relatório do NRDC Examinando as Águas: Um Guia da Qualidade de Água nas Praias de Férias foi apresentado durante uma entrevista coletiva e se baseou em dados da Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos Estados Unidos. O estudo mostra que o número de dias com fechamentos e alertas sanitários nas praias, baías e nos Grandes Lagos, ultrapassou os 20 mil pelo terceiro ano consecutivo. Isso confirma que as praias de nosso país seguem sofrendo séria poluição da água, o que coloca em risco os banhistas. O maior número de fechamentos e advertências foi registrado nas praias do litoral do Golfo, especialmente em Louisiana e Mississipi, porque foram reabertas e supervisadas pela primeira vez desde o impacto dos furacões Katrina e Rita, em 2005. Os sistemas de drenagem de águas residuais e pluviais antiquados e mal desenhados são, em grande parte, culpados pela poluição de água das praias, de acordo com o relatório. Os autores do trabalho também disseram que o crescimento urbano em direção às áreas litorâneas está devorando os terrenos úmidos e outras zonas de amortização naturais como as dunas e a erva da praia que ajudaria a filtrar poluição perigosa antes que chegasse à p...

EFE |

so/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG