Praga apoiará integridade territorial e reconstrução da Geórgia

Praga, 27 ago (EFE).- A República Tcheca, que presidirá a União Européia (UE) no primeiro semestre de 2009, apoiará a integridade territorial da Geórgia e a reconstrução de todo o país durante a cúpula comunitária extraordinária, convocada para a próxima segunda-feira, anunciou hoje o Governo tcheco.

EFE |

Ao contrário do Kosovo, Praga não concorda com as aspirações independentistas das regiões georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia.

"As relações entre Bruxelas e Rússia se viram seriamente danificadas pelo conflito armado no Cáucaso", disse o vice-presidente do Governo tcheco, Alexander Vondra.

Praga assumirá a Presidência da UE no primeiro semestre de 2009, e deverá sentir os efeitos deste delicado momento nas relações bilaterais com a Rússia.

Vondra assinalou que é indispensável que o Executivo de Dimitri Medvedev se atenha aos termos do plano proposto pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, e que retire suas tropas, porque de outra maneira o regime de "associação estratégica" com a UE estará em perigo.

Apesar de o Governo de coalizão tcheco ter acertado sua postura a respeito da Geórgia, ainda há diferenças com o presidente tcheco, Vaclav Klaus, que não quis comparecer hoje ao Conselho de Ministros.

Klaus considera que foi a Geórgia que desencadeou o conflito armado, que explodiu no dia da inauguração dos Jogos Olímpicos, e que provocou a reação de Moscou, invadindo parte do território georgiano.

Os tchecos proporão organizar uma conferência de doadores, e já têm aprovado um orçamento de ajuda à reconstrução do país, de 216 milhões de euro. EFE gm/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG