WASHINGTON (Reuters) - As grandes potências devem se encontrar em Nova York no próximo sábado para discutir o programa nuclear do Irã, disse uma importante autoridade norte-americana na segunda-feira. Os Estados Unidos acusam o Irã de tentar secretamente construir armas nucleares sob o disfarce de seu programa nuclear civil e disseram que começaram a discutir novas sanções para pressionar o governo iraniano a frear seu programa nuclear, sem prejudicar o povo.

A autoridade, que falou sob condição de anonimato, disse que se a reunião ocorrer, Washington seria representada pelo subsecretário de Estado William Burns, que viajaria a Nova York no fim de uma viagem a Moscou e Madri.

"Acho que haverá uma reunião P5+1 em Nova York, mas a União Europeia terá que anunciá-la oficialmente", disse ele, referindo-se ao grupo composto por Alemanha e os cinco países-membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU: EUA, Grã-Bretanha, China, França e Rússia.

O Irã diz que seu programa nuclear pretende produzir energia para que o país possa exportar mais de seu valioso petróleo e gás.

(Reportagem de Arshad Mohammed)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.