Potências pedem que Irã desista de parte do urânio enriquecido

União Europeia propõe que Teerã envie ao exterior 2,8 toneladas de urânio levemente enriquecido

Reuters |

Potências mundiais pediram neste sábado que o Irã desista da maioria de seu estoque de urânio enriquecido sob uma nova proposta de troca de combustível nuclear, vista pelo Ocidente como uma possível medida para construir confiança.

Durante negociações em Istambul, a chefe da diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton, propôs que Teerã envie ao exterior 2,8 toneladas de urânio levemente enriquecido e 40 quilos de material de maior valor, de acordo com um diplomata ocidental.

A reunião terminou sem progresso concreto nessa e em outras ideias criadas com o objetivo de ajudar a resolver a longa disputa em torno do programa nuclear iraniano.

A quantia proposta por Ashton para a troca de combustível representaria a maior parte do estoque de urânio enriquecido do Irã. O Ocidente teme que o material possa ser usado para a construção de uma bomba atômica, mas Teerã diz que o objetivo é gerar combustível para uma rede planejada de usinas nucleares.

Ashton disse, após a reunião, que esperava uma discussão detalhada e construtiva sobre a troca de combustível e outras ideias.

"Mas ficou claro que o lado iraniano não estava pronto para isso, a não ser que nós concordemos em precondições relacionadas a enriquecimento e sanções", disse ela.

    Leia tudo sobre: MUNDOIRAURANIOPEDIDO

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG