KOENIGSTEIN - Potências mundiais pressionaram o Irã nesta quarta-feira a realizar uma reunião sobre seu polêmico programa nuclear antes de um encontro na Assembleia Geral da ONU no final deste mês.

Volker Stanzel, diretor político do Ministério das Relações Exteriores da Alemanha, fez as declarações em um comunicado depois de presidir uma reunião com seus colegas de Rússia, China, EUA, França e Grã-Bretanha para discutir o programa nuclear iraniano.

Falando em nome das seis potências, a declaração de Stanzel foi uma resposta a comentários de Saeed Jalili, negociador-chefe do programa atômico do Irã, que afirmou na terça-feira segundo a TV estatal do país que Teerã está pronta para conversar com as potências .

"Com relação à declaração do Dr. Jalili esta semana de que o Irã está preparado para retomar as conversações, espero que o Irã reaja à iniciativa das conversas feita em abril concordando com uma reunião antes do encontro da Assembleia Geral", disse Stanzel.

Um alto funcionário europeu disse que as potências apenas expressavam o desejo de um encontro, e não a expectativa concreta quanto à sua realização. O funcionário disse que os países envolvidos querem uma reunião com os iranianos dentro de duas semanas, acrescentando que houve decepção com a falta de avanços desde abril.

A Assembleia Geral da ONU acontece entre 23 e 25 de setembro. O Ocidente suspeita que o Irã busca meios de produzir bombas nucleares sob o disfarce de um programa nuclear civil. O Irã disse que quer somente gerar eletricidade em suas usinas nucleares.

* Com AFP e Reuters

Leia mais sobre programa nuclear do Irã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.