Potências começam a preparar sanções ao Irã, diz fonte

LONDRES (Reuters) - Seis potências mundiais, incluindo China, concordaram nesta quarta-feira em começar a preparar novas sanções ao Irã por seu programa nuclear nos próximos dias, disse uma fonte com conhecimento da negociação. A fonte afirmou que representantes da Grã-Bretanha, Estados Unidos, França, Rússia e Alemanha chegaram a um acordo com o governo de Pequim durante uma conferência telefônica.

Reuters |

"Foi acordado com a China iniciar o esboço de sanções ao Irã", afirmou a fonte. "A preparação de uma resolução do Conselho de Segurança (da ONU) começará nos próximos dias".

Diplomatas dizem que a China tem se alinhado lenta e elusivamente com as outras potências envolvidas nas negociações sobre o Irã ao apoiar a ideia de novas sanções da Organização das Nações Unidas (ONU) contra Teerã. Porém, Pequim quer que qualquer nova medida não seja tão severa.

Eles dizem que as quatro potências ocidentais gostariam que uma resolução fosse adotada no próximo mês, antes de uma longa conferência da ONU sobre o Tratado de Não Proliferação Nuclear, em maio, mas reconheceram que as negociações provavelmente devem se arrastar até pelo menos junho.

Líderes mundiais acusam o Irã de desenvolver um arsenal nuclear, mas a República Islâmica alega que seu programa nuclear tem fins pacíficos e sua intenção é apenas gerar eletricidade.

"Essa é uma grande vitória para os Estados Unidos e os europeus", disse a fonte. "A China tem feito grandes avanços".

A fonte não forneceu mais detalhes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG