Possível primeiro-ministro da Bélgica é ameaçado por ser gay

"Pecador e homossexual Di Rupo morrerá pela espada branca", diz carta com mensagem endereçada ao socialista Elio di Rupo

EFE |

Bruxelas, 7 ago (EFE).- O socialista francófono Elio di Rupo, que dirige as negociações para a formação de um novo Governo na Bélgica, foi ameaçado de morte por ser gay, informa hoje a imprensa belga.

"Um homossexual não pode ser primeiro-ministro de uma futura nação muçulmana como a Bélgica", diz uma carta enviada ao canal de língua flamenga "VTM".

"O pecador e homossexual Di Rupo morrerá pela espada branca", continua a carta, divulgada ontem à noite e intitulada "Em nome de Alá".

A "VTM" enviou a carta para a Polícia federal de Bruxelas, que abriu uma investigação e determinará se é preciso tomar medidas específicas para proteger Di Rupo, algo descartado no momento.

A orientação sexual de Di Rupo, de 59 anos, já foi utilizada por adversários em outras ocasiões para tentar prejudicar sua carreira.

    Leia tudo sobre: bélgicaameaçagay

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG